Busca no Site

Interativos

Receba nossas novidades



Receber em HTML?

Enquete

Sacerdócio Feminino
 

Compartilhe este site

Faça um pedido de oração





  
Informe o código de segurança para confirmar:
 

Maria, Rainha do Universo PDF Imprimir E-mail

Anunciação de Nossa Senhora (favor observarem a beleza do estilo literário antigo)

Ao despontar do sol nas primeiras horas da alvorada, a voz do bronze do alto campanário, das nossas Igrejas segreda aos ouvidos dos cristãos: "O Anjo do Senhor anunciou a Maria, e ella concebeu do Espírito Santo". Os fiéis batem no peito e seus lábios murmuram: "Ave Maria".
Quando o sol no seu máximo esplendor alcança o zenith, os sinos repicam jubilosamente: "Maria disse: Eis a escrava do Senhor, faça-se em mim, segundo a Vossa Palavra". Os homens descobrem-se e saúdam a humilde Virgem: "Ave Maria!"
A noite desce, o sol, a descambar no horizonte além, com os seus últimos raios purpúreos, clareia apenas os cimos altaneiros das montanhas, do alto das torres ecoam as vozes de bronze que, suavemente, respeitosamente e alegremente anunciam ao mundo admirado: "E o Verbo se fez homem e habitou entre nós". Milhares de joelhos dobrados, saúdam a humilde Virgem de Nazareh, adoram o Filho de Deus, feito homem no seio da Virgem por Amor de nós: "Ave Maria!"
Hoje é o grande dia em que se operam estes admiráveis e incompreensíveis mistérios. Hoje o seio puríssimo da Virgem transformou-se em sacrário vivo de Deus Filho. O seio da Virgem fez-se hoje o primeiro tabernáculo do Homem-Deus! O seio imaculado da Virgem tornou-se altar sacrossanto sobre o qual se formaram os membros humanos de Deus humanado: Ave! Cheia de Graça! Ave! O Senhor é convosco, como nunca esteve e nunca estará com criatura alguma! Ave! O Senhor está convosco em vós vive, em vós ora, em vós sente, em vós adora e imola-se em vós: Ave! Ó Bendita entre as mulheres! Ave! Ó Senhora das Senhoras, Ave! Ó Rainha do Mundo: Ave! Ó Mãe do Altíssimo!
Maria disse: "Fiat" - Faça-se em mim segundo a vossa palavra - e tornou-se Mãe de Deus. O Filho de Deus desceu neste momento do céu e formou seu corpo humano do sangue puríssimo da castíssima Virgem e encerrou-se no seio imaculado da humilde Virgem de Nazareh.
Ó Mistério Adorável! Mistério incompreensível de bondade e condescendência de um Deus! Mistério insondável da elevação de uma criatura!
Deus tornou-se Homem e a Virgem tornou-se Mãe do Criador!
Maria ajoelha-se, Maria adora em si o seu Criador e Senhor. Ela olha para si com respeito, com temor, bem como os Anjos com reverência profunda olham para o trono de Deus.
Ela é mais venerável do que o Templo de Jerusalém, mais sagrada que aquele altar, mais santa do que o Trono de Deus, pois é o Trono Vivo de Deus Vivo. Ela anda como se anda na Procissão do Santíssimo, todo o seu sentir, o seu pensar, todo o seu viver concentra-se no Bendito Fruto do Vosso Ventre.
Poderá alguém perscrutar o que a Santíssima Virgem sentiu em todo esse tempo sagrado? Não! Impossível desvendar esses mistérios!
Nós ajoelhamos diante da Santíssima Virgem para com ela e nela adorar aquele que é nosso Deus e Senhor.
Adoração, louvor e agradecimentos sejam dados a vós, ó Deus humanado, pelos Anjos e Santos por toda a eternidade. Quanto mais meditamos sobre este adorável mistério, menos o compreendemos. É obra divina. Da mesma forma, quanto mais meditamos sobre este outro mistério análogo: O FILHO DE DEUS REPOUSA EM NÓS pela Santa Comunhão, tanto menos o compreendemos. Meu Deus será verdade? Vós, o Todo Poderoso, o Infinito, o Imenso no meu coração?
Eu, um templo de Deus humanado? Meu peito um tabernáculo vivo do Altíssimo?
É verdade, é uma realidade! O Anjo da Guarda, antes de pé, está agora prostrado de joelhos ao meu lado, adorando em mim seu Deus e Senhor!
Quando me levo da Mesa Sagrada, os fiéis podem dobrar os seus joelhos diante de mim, como dobram diante do altar, porque meu Deus e Senhor está verdadeiramente em mim.
Ó meu Jesus, tremo pensando nesta minha indignidade. Santo temor apodera-se de mim. Vós em mim e eu em vós! Ó bondade infinita! Ó condescendência incompreensível de um Deus! O Verbo se fez Homem e o Homem-Deus se fez Hóstia e habita em mim!
Eu vos adoro, meu Jesus e desejo adorar-vos, louvar-vos, e amar-vos como vos amou, louvou e adorou, agradeceu à Virgem quando escolhestes o seu puríssimo seio para o vosso trono.
Ofereço-vos as Suas adorações e o Seu Amor, para vos agradecer a vossa infinita bondade de habitar em mim pela Santa Comunhão. Guardai intacto este coração, este peito do qual fizeste o vosso altar, o vosso tabernáculo, conservai-o puro, santo, imaculado, por toda a eternidade.
RESOLUÇÃO: Jamais esquecer que meu corpo é o templo de Jesus-Hóstia. Oferecerei durante esta semana as minhas Comunhões, para agradecer a Deus a ter escolhido Maria Santíssima, para ser a MÃE DE DEUS!

Texto extraído do livro: Leituras Eucharisticas de 1935 - Ed. Vozes Frei Mariano Wentzen, cedido pela amiga Geralda Maia de Caxambu - MG.
Colaboração de Ma. de Lourdes Salles e Passos - Paróquia São Francisco Xavier - Niterói RJ