Sobre as imagens de Maria

Tenho três imagens de Maria no meu estúdio e no meu quarto; uma delas é Fátima, outra é Aparecida e outra que tem o titulo de N. Senhora das Graças.

Vou dizer aos católicos evangélicos como eu  as uso.

De cada dez vezes que as vejo umas quatro ou cinco eu me lembro de pedir a Maria, a quem elas retratam, que lá no céu, junto a seus filhos, ore por mim.

As imagens de Maria me ajudam a pensar nela. Por isso está estrategicamente nos 3 lugares onde mais fico.

Mas lá também há uma Bíblia  e um crucifixo. Faço a mesma coisa quando os vejo.

Para mim aqueles livros, aquele crucifixo e aquelas imagens me ajudam a orar não me atrapalham em nada porque não sou bobo, nem idólatra. Eu sei o que  fazer com as facas na cozinha  e sei o que fazer com as imagens. Se usasse mal das facas seria um assassino, se usasse mal das imagens seria idólatra.

Como Deus permitiu e até mandou fazer imagens e só proibiu o uso idolátrico, delas, eu tranqüilamente uso imagens como sinais.

Sou um cristão esperto e estudioso. Se era permitido aos israelitas olhar uma serpente para ser sábio no deserto porque haveria de ser proibido olhar um crucifixo ou uma imagem de Maria?

Jesus e Maria nos valem mais de que uma serpente? Os santos valem mais do que uma coluna?

Os israelitas  não adoravam aquela cobra de bronze, mas os gestos os aproximava  do Deus que cura.

Eu também não adoro aquelas imagens.

Sim eu tenho imagens.

E sei que não sou idólatra.

Mas sei o que dizer ao irmão que insistir em me acusar de idólatra porque tenho imagens. Direi  a ele que calunia é pecado.

Julgar e condenar e caluniar um irmão  leva para o inferno. Está lá na Bíblia que ele usou contra mim. Pena que não leu tudo. Porque se tivesse lido direito descobriria  que é permitido e até aconselhado Ter imagens, desde que a gente não as adore!

Ou será que a Bíblia dele não é em português?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

error: Content is protected !!